Ambilog

5.1.07

Costa Portuguesa corre perigo!

O litoral português está a desaparecer a um ritmo impressionante. A costa nacional sofre de sérios problemas provocados pela erosão e subida do nível das águas do mar, que são consequências do aquecimento global.
No dia 15 de Dezembro de 2006, o ministro do ambiente apresentou as prioridades para os próximos anos a respeito do ordenamento da orla costeira. Na memória estão as recentes imagens do avanço do mar na Costa da Caparica com a destruição de 16 metros de dunas.
Algumas precisões alertam que nas próximas décadas a subida do nível do mar vai chegar a 1,40 metros. De norte a sul do país, há fenómenos de erosão que são a causa do desaparecimento de dunas, e a diminuição de praias que têm posto em perigo várias habitações.
No Algarve há várias zonas em risco como Vale do Lobo, Ria Formosa e a Ilha de Faro. Nestes locais o excesso de construcção e a acção do homem agrava aindas mais o problema. A percentagem de área de costa em risco atinge já os 67%.
O que nos leva a concluir que se não mudarmos os nossos actos e não alterarmos o
futuro a costa de Portugal vai desaparecer e as praias também!

5.12.06

Qualidade da água em Portugal - Matosinhos

O projecto que nós fizemos consiste em falar e analisar a Qualidade da Água no nosso país, e em especial no concelho de Matosinhos, próximo do local onde ambos habitamos. Concluimos que nas últimas análises realizadas à água das praias do nosso país, este concelho foi o pior, obtendo duas das suas praias (em 12) com uma qualidade final considerada má.
No âmbito deste projecto pesquisámos também as causas de tão más análises e o que pode ser feito para inverter a situação que se vive.

Diogo Silva e Henrique Mano

4.12.06

Lixo Tóxico



O que é?
Muito do lixo é tóxico. Por exemplo, as pilhas e baterias, alguns tipos de tintas, resíduos industriais...O lixo tóxico pode causar graves danos ambientais e mesmo aos seres vivos, se não for devidamente tratado.
Além destes exemplos, também existe lixo altamente tóxico, como o lixo nuclear e o hospitalar, que também devem receber tratamentos especiais.
Exemplos de lixo hospitalar:
- Pensos Rápidos
- Seringas
- Gazes
- Algodão
...
Como podemos mudar o nosso dia a dia, para melhorar o ambiente?
- evitar usar aparelhos a pilhas, pois estas não podem ser recicladas;
- evitar gastar muitas tintas, nomeadamente da impressora, que são muito más para o ambiente;
- reciclar os materiais usados;
- evitar o uso excessivo e em quantidade de sacos de plástico;
- entre outros...
Por isso, podemos concluir que o lixo tóxico é muito prejudicial ao ambiente, e é quase sempre causado pelas actividades humanas. Devemos tentar alteraras nossas atitudes para um mundo melhor e mais limpo, sem lixo tóxico.

Poluição marítima e fluival


Estes dois tipos de poluição estão cada vez mais frequentes.
No caso da poluição marítima, existem os acidentes petroliferos que se dão devido a uma colisão ou erros de navegação. Estes acidentes prejudicam gravemente os animais, pois estes ficam cheios de petróleo no seu corpo, não conseguindo nadar ou voar. Acabam por morrer.
No caso da poluição fluvial, grande parte da matéria orgânica é deitada para o mar, muitas vezes sem qualquer tratamento.

Maria João Cabral

O Diamante do Porto...agora Latão

O Rio Douro já não é o que era, a abundância de lixo está a fazer com que se torne um autêntico esgoto.
A Ribeira aparentemente parece-nos um local muito agradável e bom para turismo mas se nos aproximarmos da margem, podemos observar quantidades enormes de lixo, como por exemplo esferovite, lixo orgânico, sacos plástico e até mesmo bolas de futebol vazias.
Falamos com pessoas que se encontravam naquela zona e que nos disseram que antigamente aquele lugar era um autêmtico "monumento" do Porto.
Podemos ainda verificar a abundância de um tipo de peixe que é a Tainha, que é alimentada de lixo, o que acaba por ser um ponto negativo para esta região.
Concluindo: O Rio Douro tem vindo a aumentar o nível de poluição ao longo dos anos, e se nao actuarmos com rapidez e eficácia podemos perder um dos maiores tesouros da cidade do Porto.

Animais em vias de extinção

Nos últimos 300 anos o homem provocou a extinção em massa de milhões de espécies diferentes. Interesses económicos, poluição, crescimento urbano, introdução de espécies mais dotadas em habitat onde não existiam e tantas outras manifestações da nossa civilazação fazem com que, de 15 em 15 minutos, desapareça para sempre, uma espécie vegetal ou animal .
Desde ano 1600, 109 espécies e sub-espécies de animais foram extintas.


Sabias que, para se fazer um casaco de pele, é preciso matar: 24 raposas ou 65 visons ou 8 focas ou 42 rapozas vermelhas ou 400 esquilos ou 30 lontras, dependendo do tipo de casaco?

André Barrias


A Revolta do Lixo


Nos dias de hoje, fazer o tratamento do lixo é muito importante. Assim poupamos os recursos humanos e os recursos naturais. Diminuimos o consumo, reaproveitando os materiais. Empresas e instituições apelam à política dos 4 r's: reutilizar, reduzir, reciclar e reaproveitar; preparando assim os produtos para serem reciclados e mais tarde reutilizados, reduzindo assim o consumo e formando uma barreira para o esgotamento das matérias-primas. Nestas áreas, desenvolve-se também a educação ambiental, a valorização energética, orgânica e multimaterial.
A empresa Lipor é aquela que a nível nacional, está mais desenvolvida nesta área.
A Lipor é a entidade encarregada pela gestão, valorização e tratamento dos RSU(resíduos sólidos urbanos). Tem vindo a desenvolver uma gestão integrada de resíduos, recuperando, ampliando e edificando infra-estruturas, além de expandir campanhas de sensibilização junto da população. A lipor também assume perante si o compromisso da ecologia; diminuiu a poluição adquirindo Bio-filtros constituídos por raizes de árvore, tratando assim o ar de forma natural. Ocorrem todos os seus processos no interior de edifícios fechados evitando assim a libertação de odores. A Lipor utiliza a energia que produz, fornecendo 90% desta à rede eléctrica nacional.


Curiosidades:

- 1 tonelada d vidro poupa 1200 kg de matérias-primas.
- 1 tonelada de plástico economiza 130 kg de petróleo.
- Reciclar uma tonelada de papel salva 15 a 20 árvores.
- Papel reciclado requer 50 a 100 vezes menos água que papel original.
- Em média cada pessoa consome mais de 100 latas de bebidas e alimentos por ano.


Trabalho realizado por Catarina Pinto

POLUIÇÃO LUMINOSA *

A poluição luminosa consiste essencialmente em que o nosso contacto com o céu e o facto de termos visibilidade para as estrelas, a sua probabilidade está a diminuir cada vez mais. Este fenoméno deve-se ao facto de normalmente usarmos quantidades de luz desnecessárias, e usamos-as para termos conforto. Isto no futuro pode ser prejudicial pois, por exemplo, as luzes da rua são tantas e muito seguidas que já não identificamos estrelas no céu. Por este mesmo motivo no futuro os jovens não vão conseguir observar estrelas e irão pensar que estas tem cinco pontas e que são amarelas. Este problema não é muito conhecido por isso era bom começarmos a combater contra ele.

Aquecimento Global

O aquecimento global é considerado uma aumento da temperatura média da superfície terrestre que tem vindo a acontecer ao longo dos ultimos anos. Os gases responsaveis pelo efeito de estufa absorvem alguma da radiaçao infravermelha emitida pela supeficie da terra e radiam, por sua vez, alguma da energia absorvida volta para a superficie. Como resultado a superficie recebe quase o dobro de energia da atmosfera do que a que recebe do sol e a superficie fica cerca de 30º mais quente do que estaria sem a presença dos gases. Sem esse aquecimento a vida , como a conhecemos agora, não existiria.
Para combater este problema existe o protocolo de kyoto , que consiste em obrigar os paises a reduzir os niveis de emissão de gases de efeito de estufa, que continuaram a crescer apos a assinatura do protocolo em 1992. O objectivo do protocolo é com que cada vez mais paises do mundo inteiro adiram ao protocolo.

Trabalho realizado por: Miguel Parente
Nuno Castro

Quantidade de água disponível


Cerca de 2/3 da superfície do globo terrestre estão cobertos de água, desta menos de 3% é água doce e só 0,007% se apresenta disponível para consumo humano.

Bárbara Carvalho e João Bouquet

Reserva de Lixo em Reserva Natural

Na reserva de Mindelo, localizada entre Mindelo e o Rio Ave, foi encontrado entulho domestico e de construção civil.
Apesar da limpeza efectuada pela associação "Amigos do Mindelo", a reserva continua estar cheia de entulho, podendo prejudicar as espécies encontradas nestareserva ornitológica. Faço assim um apelo, para tuda a população especialmente a de Mindelo, que lute contra a poluição antes que seja tarde de mais...

Os carros...e a poluição!

A poluição é real e não estamos no futuro, o presente é que se está a tornar... sufocante! Os carros são a principal fonte de contaminação do ar: os gases que saem dos escapes são respnsáveis por 40% da poluição nas grandes cidades. Existem boas alternativas para poluir menos o ar como o uso de transportes colectivos, como o autocarro e o metro e o uso das bicicletas, mas para isso era preciso a construcção de mais ciclovias.
Além da energia gasta pelos carros a queima de gasolina liberta um gás chamado monóxido de carbono (CO), respirar este gás faz mal para o coração, provoca náuseas, enjôo, dor de cabeça e prejudica os pulmões.

Alguns factores que podem prejudicar a qualidade do ar:

- Idade do veículo (quato mais antigo, maior a tendência de emissão de poluentes)
- Conbustível
- Falta de manutenção addequada aos veículos
- Modo de dirigir
- O tráfego
- Edificios muito próximos um dos outros (o que prejudica a dispersão do ar poluído, que se concentra por mais tempo na área afectada)

Para além da poluição gasosa os carros também provocam a poluição sonora. Barulho em excesso pode provocar surdez e desencadear outras doenças como a pressão alta, disfunções do aparalho digestivo e insónia. Os principais responsáveis pela poluição sonora em cidades são o tráfego e a contrucção civil.

O Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbano dos Estados Unidos recomenda para as áreas residenciais as seguintes medidas:

Até 49dB - claramente aceitável - O ruído numa sala de estar chega aos 40dB

De 50dB a 62dB - normalmente aceitável - um grupo de amigos a conversar num tom normal chega a 55dB

De 63dB a 76dB - normalmente inaceitável - o ruído de um escritório chega a quase 64dB

Acima de 76dB - claramente inaceitável - um camião pesado no tráfego chega a 74dB, o tráfego de uma avenida de grande movimento pode chegar aos 85dB





Porto contra a poluição


No Porto existem várias estações de Medida da Qualidade do Ar e os seus aparelhos medem a quantidade de poluentes existentes no ar. Estas situam-se na Praça Velasques e Rotunda da Boavista e uma outra irá ser construida na Pousada da Juventude.
A análise das quantidades diárias dos poluentes permitem que o ar seja avaliado em: Muito Bom, Bom, Médio, Fraco e Mau; estes resultados estão diariamente disponíveis em www.qualar.org.
A poluição do Porto, pode vir de outros locais, como por exemplo, Petrogal-Matosinhos, devido aos ventos. A principal causa da poluição do ar no Porto é o tráfego automóvel que emite Monóxido de Carbono e Óxido de Azoto. A classificação do ar no Porto tem sido entre Médio e Bom.

No fundo, a poluição do ar deve-se em maior parte ao tráfego automóvel.
O problema está identificado, só há que o exterminar.

16.10.06

Portugueses reciclam cada vez mais

Os portugueses separaram nos primeiros nove meses deste ano 176 mil toneladas de embalagens para reciclar, um crescimento de 15 por cento face ao mesmo período do ano passado, anunciou esta segunda-feira a Sociedade Ponto Verde (SPV).

O vidro foi o resíduo mais separado, totalizando mais de metade das embalagens (99,4 mil toneladas) depositadas pelos consumidores nos 27 mil ecopontos espalhados por todo o país. Comparando com os primeiros nove meses do ano passado, o vidro enviado para reciclagem aumentou 10,8 por cento.

Em segundo lugar, escreve a Lusa, surgem as retomas de papel e cartão, que totalizaram cerca de 50 mil toneladas (mais 21,7 por cento), e em terceiro lugar o plástico com pouco mais de 14 mil toneladas. O metal cresceu cerca de cinco por cento, para 11 mil toneladas, e a madeira 77 por cento para 1.400 toneladas.
Os valores das retomas divulgados pela SPV referem-se apenas à fileira urbana - o que é separado pelos portugueses em casa e depositado nos ecopontos -, excluindo as retomas da indústria, comércio e serviços (extra-urbanada) que desde meados deste ano integram um novo serviço da SPV.

Fonte: http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=733088&div_id=291

15.10.06

Temos de agir rapidamente!!! O MUNDO ESTÁ A ACABAR!!!


Tudo aquilo de que a Terra tem de bonito, como os glaciares, pode acabar daqui a menos de 50 anos, se nós continuarmos a agir inconscientemente. Quase toda a área dos EUA pode ficar submersa, e aqui mais perto os Países Baixos podem deixar de existir.

Isto está a acontecer por causa crescimento da população mundial. Durante estes últimos anos, a população mundial quase duplicou. Aparentemente, quanto mais pessoas existirem no mundo maior o desgaste do planeta. Até ao ponto do planeta azul passar a ser negro.

Aqui vai-se criar o efeito de estufa, o que não e nada bom:

O Efeito Estufa consiste, basicamente, na ação do dióxido de carbono e outros gases sobre os raios infravermelhos refletidos pela superfície da Terra, reenviando-os para ela, mantendo assim uma temperatura estável no planeta. Ao irradiarem a Terra, parte dos raios luminosos oriundos do Sol são absorvidos e transformados em calor, outros são refletidos para o espaço, mas só parte destes chega a deixar a Terra, em consequência da acção refletora que os chamados "Gases de Efeito Estufa" (dióxido de carbono, metano, clorofluorcarbonetos- CFCs- e óxidos de azoto) têm sobre tal radiação reenviando-a para a superfície terrestre na forma de raios infravermelhos e provocando o aquecimento do planeta.




6.10.06

Óleo de cozinha : os fritos voltam a atacar! xD

Se lhe perguntassem o que fazer com o óleo de cozinha usado com certeza que diria para deitar na sanita ou no lavatório, não? Acha que é o mais certo a fazer não acha? Mas acha mal, porque sempre lhe disseram para fazer assim, e nunca se informou sobre esse assunto. O melhor que tem a fazer é colocar o óleo dentro de uma garrafa de refrigerante e por essa garrafa no lixo orgânico. 1 LITRO de óleo pode contaminar 1 MILHÃO DE LITROS DE ÁGUA!!! Isto é equivalente ao consumo de água de uma pessoa durante 14 ANOS!
Por isso antes de deitar fora o óleo pense nos seus filhos, netos e bisnetos.

Não polua a água!

13.9.06

Filme alerta para alterações climáticas



As alterações climáticas são o maior problema que o homem tem pela frente. O alerta é lançado na ante-estreia do filme de Al Gore, o antigo Vice-presidente Norte-Americano. A película chama-se «Uma verdade inconveniente» e traça um cenário catastrófico sobre o futuro da terra, caso nada seja feito para diminuir o efeito de estufa.
O filme retrata os perigos das alterações climáticas desde as vagas de calor às inundações. De acordo com os investigadores, se o gelo do árctico derreter, o oceano aumenta seis metros e faz desaparecer a costa de muitos países, incluindo Portugal. Para Carlos Pimenta, especialista em ambiente, o problema é real e os portugueses continuam pouco sensibilizados para o aquecimento global.
Para o especialista, Portugal necessita de consciência e vontade política, mas o Governo garante que o país está num bom caminho. A estreia «Uma verdade inconveniente» está marcada para quinta-feira, precisamente na véspera da Semana Europeia de Mobilidade que este ano alerta para as mudanças climáticas.

Espanha corta caudal e deixa Alqueva em seca


As autoridades espanholas estão a fechar as «torneiras» às barragens do sul da Península Ibérica, conta o «Diário de Notícias». De acordo com o jornal, a seca que se tem vindo a sentir está na origem desta medida.
Este cortes já estão a afectar Portugal. A albufeira de Alqueva já registou 19 dias sem caudal afluente e 15 com um fluxo residual. O Instituto da Água alega que os valores «ainda não estão validados.
Entretanto, o Ministério do Ambiente espanhol já admitiu que secou o rio Guadiana na passada sexta-feira. De acordo com o «Diário de Notícias», esta medida das autoridades espanholas vem contrariar um acordo estabelecido em 2000.
Diz o jornal que Espanha estava comprometida a deixar passar em Badajoz pelo menos dois metros cúbicos (dois mil litros) por segundo. A única excepção seria em alturas de seca depois de invocar certas condições meteorológicas. Até agora, tal não se verificou.

30.6.06

(http://ec.europa.eu)

Ande a pé
Se normalmente vai de carro para o trabalho, tente uma das seguintes alternativas: ir de bicicleta, andar a pé, partilhar o carro, ir de transportes públicos, trabalhar em casa com o computador. Em média, por cada litro de combustível consumido por um motor de carro, são libertados mais de 2,5 kg de CO2.


Em especial, tente evitar viagens curtas de carro porque o consumo de combustível e as emissões de CO2 são desproporcionalmente superiores quando o motor ainda está frio. As pesquisas indicam que uma de duas viagens de carro dentro das cidades são de menos de três quilómetros - uma distância que pode ser facilmente percorrida de bicicleta ou a pé, o que também é muito mais saudável que estar sentado num carro!

Em vez de optar pela lavagem automática, tente lavar o seu carro à mão ou a jacto de ar pressurizado. As lavagens automáticas consomem mais electricidade e água do que a lavagem à moda antiga.

Ao trocar de carro, não se esqueça de considerar o consumo de combustível do seu novo veículo. Note: se percorrer 15.000 km por ano (a média europeia) e escolher um modelo que consuma 5 litros aos 100 km e não um que consuma 7 litros, poupará 300 litros por ano. Isto é o equivalente a poupar 300-400 Euros e 750 kg de emissões de CO2, ano após ano. Ao abrigo da legislação europeia, os fabricantes de carros são obrigados a apresentar a informação sobre emissões de CO2 e consumo de combustível dos novos carros em exibição nos salões de exposição e nos anúncios.

Não é boa ideia deixar o veículo aquecer enquanto está parado - a quantidade de combustível que gasta durante esse aquecimento é superior à que poupa se iniciar a sua viagem com um motor frio.

Certifique-se de que a pressão dos pneus está correcta: se a pressão estiver baixa em 0,5 bar, o seu carro utilizará mais 2,5% de combustível para vencer a resistência, libertando assim mais 2,5% de CO2.

Pense em utilizar óleo de baixa viscosidade. Se o fizer, as peças em movimento do motor ficarão mais lubrificadas do que se utilizar óleos vulgares, reduzindo a fricção. Os óleos de melhor qualidade podem reduzir o consumo de combustível e as emissões de CO2 em mais de 2,5%.

Se andar com calhas de tejadilho vazias no seu carro, o consumo de combustível e as emissões de CO2 poderão aumentar até 10% devido à resistência do vento e ao peso extra - é boa ideia retirá-las. (quando as calhas de tejadilho estão completamente carregadas, o consumo de combustível pode aumentar cerca de 20-30%).

Não conduza a grandes velocidades - consumirá menos gasolina e emitirá menos CO2. Conduzir a velocidades superiores a 120 km por hora aumenta em 30% o consumo de combustível, se compararmos com uma velocidade de 80 km por hora. A 4ª, 5ª e 6ª velocidades são as mais económicas em termos de consumo de combustível.

Já ouviu falar em condução ecológica? Pode baixar o consumo de combustível em 5%. Ponha o seu carro a funcionar sem carregar no acelerador, mude para uma velocidade mais alta logo que for possível (2000-2500 rpm), mantenha uma velocidade regular e olhe em frente de forma a evitar travagens e acelerações súbitas. E não se esqueça de desligar o motor mesmo quando tiver de parar por curtos períodos de tempo!

Quando o ar condicionado do seu carro estiver ligado, o consumo de combustível e as emissões de CO2 aumentarão cerca de 5%. Utilize-o com conta, peso e medida! Quando o seu carro estiver muito quente, conduza durante alguns minutos com as janelas completamente abertas e, em seguida, feche as janelas e ligue o A/C. Este procedimento ajudará a poupar o combustível necessário para reduzir a temperatura inicial.

Como alternativa, tente viajar de comboio! Uma pessoa sozinha a viajar de carro produz três vezes mais emissões de CO2 por quilómetro do que produziria se viajasse de comboio. Embora os comboios funcionem com electricidade produzida principalmente a partir de combustíveis fósseis, emitem, mesmo assim, menos quantidade de gases de estufa por passageiro transportado.

Viajar de avião é a fonte de emissões de CO2 que está a aumentar com mais rapidez. Vale a pena considerar se os comboios não serão uma boa alternativa. Se tiver que viajar de avião, pense em compensar as suas emissões de carbono. Há organizações que calculam as emissões que você originou e que investem capital em energias renováveis, eficácia das energias ou projectos florestais que irão resgatar a quantidade equivalente de emissões. Por exemplo, um voo de ida e volta para Berlim - Budapeste é de 1.400 km e produz 200-250 kg de emissões de CO2 por pessoa. Compensar estas emissões irá custar-lhe cerca de 6-7 Euros.

(http://ec.europa.eu)

Recicle
Ponha os vidros no vidrão e separe o papel e o cartão, os plásticos e as latas do restante lixo. Reciclar uma lata de alumínio poupa 90% da energia necessária para produzir outra nova - 9 kg de emissões de CO2 por quilograma de alumínio! Para 1 kg de plásticos reciclados poupa-se 1,5 kg de CO2; para 1 kg de vidro reciclado poupa-se 300 g de CO2; e reciclando 1 kg de papel em vez de o deitar para o lixo, evita 900 g de emissões de CO2 bem como emissões de metano.


Melhor ainda será evitar fazer lixo uma vez que a maioria dos produtos que compramos, de uma forma ou de outra, dão origem a emissões de gases de estufa, por ex., durante a sua produção ou distribuição. Se transportar o seu almoço num recipiente reutilizável e não num descartável, irá poupar energia necessária para produzir novos recipientes. ´

Ao fazer compras, gastará menos energia e produzirá menos lixo se utilizar um saco reutilizável em vez de aceitar um descartável em cada loja. O lixo não só liberta CO2 e metano na atmosfera como também pode poluir o ar, as águas subterrâneas e o solo.

Evite também lenços descartáveis e toalhas de papel - ainda produzem mais lixo, sendo que a indústria correspondente requer um considerável gasto de energia.

Se escolher produtos com menos embalagem e comprar recargas, também está a contribuir para reduzir a produção de lixo e o consumo de energia!
Compre de forma inteligente: uma garrafa de 1,5 l gasta menos energia e produz menos lixo que três garrafas de 0,5 l.


Recicle o seu lixo orgânico - as lixeiras são responsáveis por cerca de 3% da emissões de gases de estufa da UE através do metano libertado pelo lixo biodegradável em decomposição. Se reciclar o lixo orgânico ou criar um composto fertilizante, se tiver um jardim, pode ajudar a eliminar este problema! Certifique-se apenas de que o faz devidamente para que se decomponha com oxigénio suficiente, caso contrário o seu composto libertará metano e terá um odor insuportável.

Reduza, Ajude!

(mais informações no site http://ec.europa.eu)

Reduza
Pode poupar muita energia e dinheiro se não aquecer a sua casa em demasia. Reduzir a temperatura em apenas 1°C pode significar menos 5-10% na conta total de energia do seu lar e evitar até 300 kg de emissões de CO2 por família e ano.


Pode reduzir de forma rentável o montante da energia que utiliza para aquecer a sua casa programando o seu termóstato para que, durante a noite ou enquanto estiver fora de casa, a temperatura predefinida seja baixa e, na altura em que acordar ou voltar para casa, a temperatura esteja novamente numa regulação confortável. Isto poderá reduzir a conta do seu aquecimento em 7-15%.

Pense em substituir os antigos vidros normais das suas janelas por vidros duplos - isto requer um pouco de investimento à cabeça, mas irá reduzir para metade a energia desperdiçada através das janelas e revelar-se-á rentável a longo prazo. Se optar pela melhor solução que existe no mercado (vidros duplos assentes em estrutura de madeira com vidro de 'baixa emissão' e com gás Argon), pode mesmo poupar mais de 70% da energia perdida.

Ao arejar a sua casa, abra as janelas uns minutos em vez de deixar o calor escapar durante um longo período de tempo. Se deixar uma pequena abertura durante todo o dia, a energia necessária para manter a casa quente por dentro durante seis meses de frio (temperatura exterior de 10ºC ou menos) seria praticamente equivalente a 1 tonelada de emissões de CO2.

Um bom sistema de isolamento é uma das formas mais eficazes de reduzir as emissões de CO2 e de poupar energia a longo prazo. A perda de calor através das paredes, telhado e pavimento é habitualmente mais de 50% da perda de calor global. Isole os seus depósitos de água quente, os canos do aquecimento central, bem como as cavidades das paredes, e coloque película de alumínio por trás dos radiadores.

Lembre-se que é importante o local onde coloca o seu frigorífico e arca congeladora - se os colocar perto do fogão ou da chaleira irão consumir muito mais energia do que se estiverem num local próprio. Por exemplo, se os colocar numa cave quente onde a temperatura é de 30-35ºC, o gasto de energia praticamente duplicará, resultando em mais de 160 kg de emissões de CO2 para os frigoríficos por ano e 320 kg para as arcas congeladoras.

Se tiver um frigorífico velho ou congelador, descongele-os regularmente. O melhor seria substituí-los por modelos mais recentes com ciclos de descongelação automática e que são geralmente até 2 vezes mais económicos em termos de energia que os modelos mais antigos. Quando comprar novos electrodomésticos (não apenas frigoríficos mas também máquinas de lavar roupa, louça, etc.), escolha os que têm a etiqueta de Classe A+ europeia, o que significa que são muito eficazes - mas compare também o consumo de energia entre os electrodomésticos de Classe A+, uma vez que esse valor pode variar.

Tenha cuidado com as regulações - se regular o seu frigorífico para a temperatura mais baixa, não só irá consumir mais energia, como os alimentos correrão o perigo de não ficarem tão frescos durante tanto tempo, pois poderão estragar-se devido a ficarem congelados.

Faz sentido evitar colocar alimentos quentes ou mornos no frigorífico. Poupará energia deixando-os arrefecer primeiro antes de os colocar no frigorífico.

Poderá querer verificar se a água está demasiado quente. O termóstato do seu termoacumulador não tem de estar regulado para mais de 60ºC. O mesmo sucede com a caldeira do aquecimento central. Lembre-se que 70% da energia utilizada nos lares da UE é gasta em aquecimento geral e os outros 14% no aquecimento da água.

Somos nóes que controla o planeta

Li no site http://ec.europa.eu algumas dicas para diminuir o aquecimento global. são coisas simples e fáceis de fazer, que até tornam a nossa vida mais cómoda

Desligue
Não se esqueça de desligar as luzes quando não necessitar delas. Se desligar 5 luzes nos corredores e nos quartos da sua casa, quando não necessitar delas, pode economizar cerca de 60 Euros/ano e evitar cerca de 400 kg de emissões de CO2 por ano.


É sensato mudar para lâmpadas económicas: se utilizar apenas uma, pode reduzir os seus custos com a iluminação em até 60 Euros e evitar 400 kg de emissões de CO2 durante toda a vida útil da lâmpada - e estas duram até 10 vezes mais que as lâmpadas normais. As lâmpadas económicas são mais caras no acto da compra mas acabam por ser mais económicas ao longo de todo o seu tempo de vida útil.

Não deixe os aparelhos eléctricos em modo de espera (standby) - utilize a função "on/off" no próprio aparelho. Uma televisão que fica ligada durante 3 horas por dia (tempo médio que os europeus levam a ver televisão), e em modo de espera durante as restantes 21 horas, utiliza cerca de 40% da respectiva energia em modo de espera (standby).

Já notou que o carregador do seu telemóvel, quando está ligado à tomada eléctrica, fica quente, mesmo quando não está ligado ao telemóvel? Isto acontece porque ainda está a consumir electricidade. Há estimativas que calculam que 95% da energia é desperdiçada quando deixa o carregador ligado à tomada durante todo o tempo.

Os ares condicionados são autênticos comilões de energia - um ar condicionado de uma divisão de tamanho médio consome 1000 Watts, originando cerca de 650 g de emissões de CO2 por hora, custando cerca de 0,10 Euros durante essa mesma hora. As ventoinhas podem constituir uma boa alternativa.

Se optar por ar condicionado, use-o com moderação e procure adquirir um modelo económico em termos de consumo de energia.

Nas regiões em que os cidadãos têm escolha, mudar para electricidade verde ajudará a reforçar as fontes de energia renovável. Actualmente, apenas 14% da electricidade da Europa são gerados a partir de fontes de energia renovável, amigas do clima, como a eólica, hidráulica, madeira, biogás, solar etc. - e a procura cria a oferta! Pode igualmente pensar em instalar painéis solares no telhado da sua casa.

Certifique-se de que se serve das máquinas de lavar louça e roupa apenas quando estiverem cheias. Se necessitar de utilizá-las quando estão semi-cheias, utilize a função de meia-carga ou a económica. Também não há necessidade de as regular para temperaturas demasiado elevadas. Hoje em dia, os detergentes são tão eficazes que lavam bem a roupa e os pratos a temperaturas baixas.

Tente utilizar a secadora apenas quando estritamente necessário - cada ciclo de secagem produz mais de 3 kg de emissões de CO2. Secar a roupa naturalmente é de longe a melhor forma de o fazer: as suas roupas durarão mais tempo e a energia fornecida é grátis e não poluente!

Se ferver apenas a água suficiente para o seu chá, pode ajudar a poupar muita energia. Se todos os europeus fervessem apenas a água de que necessitam, evitando assim que 1 litro de água fosse fervido desnecessariamente por dia, a energia poupada poderia ser utilizada para iluminar um terço dos postes de iluminação das estradas da Europa.

Cobrir uma panela enquanto está a cozinhar pode ajudar a poupar muita energia necessária para a preparação do cozinhado. Uma opção ainda melhor são as panelas de pressão ou a vapor: podem poupar cerca de 70%!

Sabia que poupa água quente se tomar banho de chuveiro em vez de banho de imersão? O banho de chuveiro gasta até quatro vezes menos energia. Para tirar o máximo proveito do facto de poupar energia, evite chuveiros eléctricos e utilize chuveiros de caudal reduzido, que são baratos e proporcionam o mesmo conforto.

Purificar a água para ser utilizada pelos seres humanos é um processo que despende muita energia. Se desligar a torneira enquanto escova os dentes, pode poupar alguns litros de água.
Uma torneira que goteja pode gastar água suficiente para encher uma banheira num mês. Por isso não se esqueça de verificar se as torneiras estão bem fechadas.

29.6.06

Opinião

Este blog sobre o ambiente, motivou-nos para nos começarmos a interessar sobre os problemas do planeta Terra devido às alterações climáticas.

Se continuarmos assim, ninguém nos vai parar!!!

Continuemos com este fantástico projecto!!!

23.6.06

Sócrates marcha pelo Douro Vinhateiro


O Primeiro-ministro, José Sócrates, assinalou o Dia Mundial do Ambiente com uma marcha entre Lamego e Régua pela preservação da paisagem do Alto Douro Vinhateiro. Na marcha, Sócrates foi acompanhado por cerca de quatro mil crianças.
A marcha pelo ambiente está inserida no projecto Ambi-Douro, promovido pela Associação Douro Histórico, que teve inicio às 10:00 no cais de Lamego e percorreu cerca de três quilómetros até à alameda da Régua e contou com a participação das cerca de quatro mil crianças que frequentam as escolas do 2º e 3º ciclos do Ensino Básico envolvidas dos 11 concelhos que constituem o Douro Histórico.

9.6.06

Mil pessoas em cordão humano pelo Ambiente


Lisboa foi palco de um cordão humano, com cerca de mil pessoas, para alertar a população do perigo das alterações climatéricas. A campanha de sensibilização decorre em todos os países da União Europeia, com a colaboração dos respectivos Executivos.
A campanha de sensibilização junto dos cidadãos, pretende alertar a população para os sectores difusos, habitação e transportes, que de acordo com o Governo são os mais difíceis de influenciar.
A campanha europeia lançada em Lisboa, pretende avisar os cidadãos que múltiplos gestos diários têm reflexo na situação do ambiente. Por exemplo, utilizar os transportes públicos, ferver apenas a quantidade necessária de água para o chá, usar a panela de pressão, tapar a panela quando cozinhar, reduzir a temperatura dos aquecimentos, desligar os aparelhos electrónicos e não deixar os carregadores ligados.
Por todos estes motivos, a União Europeia tem como lema nesta campanha «Você é que controla a mudança do clima.Reduza.Desligue.Reduza.Anda a pé»

30.5.06

Rock in Rio preocupado com as alterações climáticas!

Com o objectivo de reduzir as emissões de carbono do Rock in Rio-Lisboa serão plantadas 15 mil árvores. A compensação das emissões será efectuada através do sequestro de carbono em área de nova floresta localizada na Área Metropolitana de Lisboa.

As alterações climáticas são um tema prioritário do sec. XXI e o ano de 2005 registou um conjunto sem precedentes de novas evidências de que o clima já está a mudar: foi o ano mais quente desde, pelo menos, finais séc. XIX, segundo a NASA; registou um número recorde de (26) tempestades tropicais; furacões cada vez mais frequentes e destruidores, como o Katrina, Rita, Wilma; retracção das calotes polares do Árctico; seca no Sul da Europa; inundações na Índia...

A forma mais eficaz de combater as alterações climáticas é reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e esta deve ser uma responsabilidade de cada um de nós!


Sabia que• O consumo total de electricidade é equivalente ao consumo diário de uma cidade com 10 000 habitantes
• O gasóleo consumido pelos 39 geradores existentes na Cidade do Rock equivale ao consumo de 1 automóvel durante 262 anos
• Os resíduos gerados são equivalentes à produção diária de resíduos de 186 000 pessoas
• Acumulando num cartão de passageiro todas as milhas percorridas de avião pelos elementos das bandas internacionais seria possível fazer 114 viagens à volta do Mundo.
• Os quilómetros percorridos de automóvel pelo público equivalem a 7 viagens da Terra à Lua
• Os quilómetros percorridos pelos espectadores que utilizam transportes públicos equivalem a 252 450 deslocações diárias casa-trabalho, nos mesmos meios de transporte, na Grande Lisboa

As estimativas preliminares de emissões apontam para um total de 3 790 toneladas de CO2e (dióxido de carbono equivalente), resultantes do consumo de energia no local (16%), deslocações do público (19%), deslocações e estadias de bandas e organização (30%), transporte de carga (29%) e eliminação de resíduos (6%). Tanto quanto 126 300 viagens de automóvel Lisboa-Porto ou 3 240 viagens de avião Lisboa-Nova Iorque.

11.5.06

Será que é vantajoso a construção de uma central nuclear em Portugal?

Nestes ultimos meses tem-se discutido bastante sobre o impacto que teria uma central nuclear em Portugal. Aqui vou vos mostrar algumas vantagens e desvantagens das centrais nucleares.
Vantagens:
- com a central nuclear Portugal teria uma maior produção de energia e isso levava a Portugal não depender tanto de paises vizinhos para obter energia;
- também com a enegia nuclear não seremos tão prejudicados pelo aumento do preço dos combustiveis fosseis;
- em relação ao factor ambiental, a energia nuclear é uma energia "limpa" e poderá fazer com que Portugal cumpra as metas do Protocolo de Quioto;
-


Desvantagens:
- os residuos radioactivos constituem sempre um perigo;
-

Albufeiras sem restrição ao uso de água


O Instituto da Água revela que nível médio da água tem evoluído de forma positiva.
A Comissão de Gestão das Albufeiras levantou todas as restrições ao uso da água, pois a maioria das albufeiras portuguesas já atingiram um nível considerado normal.
Há um ano o Governo tinha decidido dar o sinal de alarme. O Instituto da Água foi chamado a intervir e fizeram-se várias recomendações para poupar o bem precioso. Houve vários casos de albufeiras que restringiram o fornecimento de água para rega.
O tempo de seca está assim aparentemente afastado, mas as recomendações para uso eficiente e controlado da água continuam.

ECOTOUR 2006



A toyota desenvolveu um carro hibrido, este carro tem a capacidade de circular sem poluir!

Com carros como este podemos combater o grande problema da polução dos automoveis...

O calendari0 de demonstração do carro é o seguinte:

Em abril:

Dia 22-Lançamento oficial da campanha
Dia 24-Castelo Branco
Dia 26-Guarda
Dia 28-Bragança

Em Maio:

Dia 2- Viana do Castelo
Dia 4- Porto
Dia 5 - Braga
Dia 8-Vila Real
Dia 9-Viseu
Dia 10-Aveiro
Dia11- Coimbra
Dia 15- Leiria
Dia16- Santarem
Dia18- Lisboa
Dia22- Portalegre
Dia23- Évora
Dia26-Beja
Dia29 -Faro
Dia31-Setubal

Em Junho:

Dia1-Lisboa
Dia5- Ecerramento oficial


Em cada dia, são realizadas Sessões de Sensibilização Ambiental: - Em Escolas, para alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico.- Num Auditório Municipal, Biblioteca ou Junta de Freguesia, para o público em geral.

26.4.06

O desastre de Chernobyl



Faz hoje 20 anos que ocorreu, em Chernobyl, na união soviética, o que até hoje é o pior desastre nuclear da história. A explosão de um dos quatro reactores da central espalhou uma nuvem radioactiva mil vezes maior que a da bomba de Hiroxima, com consequências trágicas para o ambiente e a saúde de milhares de pessoas.
As consequências ainda hoje se fazem sentir e não são apenas ambientais, visto que a explosão de Chernobyl abalou prufondamente o regime comunista, e contribuiu decisivamente para a sua queda, cinco anos depois.
À uma e vinte e três da madrugada de 26 de Abril de 1986, algo correu mal no reactor número 4 da central nuclear de Chernobyl, na Ucrânia. A normal reacção em cadeia produzida no interior ficou fora de controlo. Várias explosões e uma bola de fogo destruíram as protecções de betão e aço, esventrando e reactor e espalhando uma nuvem radioactiva que nos dias seguintes alcançaria a Escandinávia e as Ilhas Britânicas.
Mais de 30 pessoas morreram imediantamente, e mais de cem mil tiveram de ser evacuadas.
No entanto, a explosão teria consequências a médio e longo prazo muito mais vastas. Desde logo para o ambiente e saúde de milhares, senão milhões de pessoas, que ainda hoje se fazem sentir.
O acidente fora provocado por negligência. O reactor esventrado de Chernobyl deixava a nu todo um sistema político minado por dentro pela corrupção, pelo deixa-andar, pelo imobilismo e pela e pela pura ineficácia.
Mikhail Gorbatchov, que na altura proclamava a Perestroika, ou reestruturação do sistema, e a Glasnost, tranparência ou abertura, agarrou a oportunidade para mostrar que algo tinha de ser feito para salvar a união soviética da derrocada. Mas era tarde. Nem Gorbachov como líder nem a União soviética chegariam a durar mais de cinco anos.
Chernobyl que libertou mil vezes mais radioactividade que a bomba de Hiroxima, foi um dos golpes mais duros no prestígio do sistema que a construira e deixara explodir.
A memória do desastre vive ainda na região, e nas centenas de milhares de pessoas cuja vida e saúde foram tragicamente afectadas até hoje.
Ainda hoje vão crianças para serem tratadas em Cuba para inalar mais iodo devido a problemas causados por esta mesma explosão. O centro está aberto há 18 anos e acho que os médicos que abdicaram da sua família e vida para ajudar estas crianças devem ser homenageados.Parabéns!

21.4.06

Gripe das aves

Portugal é o País menos bem preparado para uma eventual chegada da gripe das aves. Isso mesmo diz um estudo divulgado esta quinta-feira pela revista científica «The Lancest».
No grupo dos menos prevenidos, além de Portugal, constam a Polónia, a Roménia, a Lituânia, a Letónia, a Itália e a República Checa. Enquanto que França, Alemanha, Irlanda, Holanda, Suécia, Suiça e Reino Unido são os países com a melhor classificação.
Relativamente ao planeamento e coordenação, à intervenção de saúde pública ou à resposta dos serviços de saúde, o País ocupa o último lugar. Apenas a temática da comunicação coloca Portugal no grupo intermédio, entre os países da União Europeia. Comentando estes dados, em declarações ao jornal «Público», a Sub-Directora Geral da Saúde, Graça Freitas, declarou que, «o estudo está desfasado». A responsável assegura «estamos preparados».
Fonte:internet www.tvi.iol.pt

10.4.06

Números úteis...


Se é uma pessoa atenta, vai poder ligar para algum destes números quando presenciar algum acto menos nobre de alguém ou alguma situação lamentável.Também pode tirar as suas dúvidas através de alguns deles :
Protecção à floresta...117*
Instituto da Água...218430000
Instituto da Conservação da Natureza...213974044
Liga para a Protecção da Natureza...217780097
Liga Portuguesa para os Direitos dos Animais...214581818
Sociedade Protectora dos Animais...213423851
*Chamada gratuita

3.4.06


Se não vê nem um pouco de televisão por dia, é melhor informá-lo de que já pode tirar as suas dúvidas em relação à localização e manutenção dos Eco-pontos! Para tirar as suas dúvidas é só ligar para o número 808 500 045 e esperar que alguém atenda o telefone. Ah, e para já não há qualquer tipo de Ecoponto para pormos os nossos irmãos(acho que já estão a tratar do assunto, felizmente) ;)

29.3.06

Escândalo na Casa Branca




Vídeos obtidos pela agência de notícias Associated Press mostram o Presidente Americano, George W. Bush, sendo informado das possíveis consequências do furacão Katrina em Nova Orleans.
Nos vídeos, o presidente é alertado sobre a força da tempestade que se aproximava. No material obtido, as autoridades dizem claramente que a tempestade poderia destruir os diques que protegiam a cidade, algo que o presidente disse que não havia sido antecipado.Junto com o vídeo, a AP obteve transcrições de sete dias de reuniões relativas aos preparativos para o furacão Katrina.

27.3.06

Massacre de focas bebés: apelo à acção!


O massacre das focas bebés no Canadá começou há três dias. Quem quiser tomar posição contra este acto que viola todos os direitos dos animais consulte por favor:

http://www.hsus.org/

Projecto revolucionário

Boas notícias! A União Europeia, em conjunto com Universidades e Empresas de 11 dos seus países, está a desenvolver o projecto CASTOR que poderá contribuir no combate às emissões de dióxido de carbono. O nome não se refere ao simpático animal, mas antes à combinação das palavras inglesas "CApture" (captura) e "STORage" (armazenamento).

Este projecto já foi implementado como experiência na central termoeléctrica a carvão de Esbjerg, na Dinamarca, onde se captura desta forma cerca de 90% do dióxido de carbono emitido. Depois de capturado, o dióxido de carbono será armazenado em campos petrolíferos ou de gás já esgotados.
Se a experiência resultar, espera-se poder vir a reduzir em cerca de 30% as emissões das indústrias e centrais energéticas europeias. O custo desta tecnologia rondará os 20 a 30 euros por tonelada de dióxido de carbono, cerca de metade do de processos anteriormente desenvolvidos.
FONTE: Público de 26 de Março de 2006
Mais informações em:http://www.co2castor.com/

24.3.06

20% dos portugueses não têm saneamento básico


O Plano Estratégico de Abastecimento de Água e Saneamento de Águas Residuais, o chamado PEAASAR, pretendia entre outras coisas que o tratamento de esgotos fosse uma realidade para cerca de 90 por cento dos portugueses.
O plano apontava ainda os 95 por cento como a meta atingir em termos de abastecimento de água à população. Mas em tempo de balanço o plano fica aquém do previsto.
Especialmente no que diz respeito ao tratamento de esgotos. Para 20 por cento dos portugueses esta continua a ser uma realidade completamente estranha. São dois milhões pessoas que vivem essencialmente na região norte e no centro do país.
Este plano vai ser agora substituído por um outro que tentará aproveitar o próximo programa de fundos comunitários, entre 2007 e 2013.
O ministro do Ambiente irá apresentá-lo , altura em que dará a conhecer também a criação do fundo de equilíbrio tarifário. um projecto que visa atenuar a desigualdade de preços no sector de abastecimento de águas e esgotos nos grandes centros urbanos e nas zonas menos populosas.

23.3.06

Nova linha do Metro já foi INAUGURADA ! =D

...Há pouco tempo foi inaugurada a nova linha do Metro do Porto que vai desde Pedras Rubras até à Póvoa de Varzim. Entre estas estações estão muitas outras como Vila do Conde, Mindelo, e Senhora da Lapa. Esperemos que seja muito mais útil para todos ! * =D




Sara Rocha e Pilar Nieto =) *

17.3.06

Reciclagem - para famílias

Em Físico-Químicas estivemos a falar de reciclagem. E a reciclagem é muito
importante para o Ambiente
.
Por isso comecei a pensar o que é que levava mais as pessoas a reciclar. A
preocupação pelo ambiente é a principal razão, espero eu, mas acho que é importante começar a habituar as crianças pequenas desde o início à reciclagem, para que ganhem bons hábitos e para que quando crescerem
continuem a fazê-lo.
Pensei em algumas boas maneiras de o fazer:
  • No caso de uma família numerosa, é excelente fazer jogos ou concursos, porque as crianças costumam ser competitivas. Por exemplo, ganhar pontos ao pôr as embalagens e outros objectos a reciclar, e perder ao pôr objectos recicláveis no lixo normal.
  • Nas escolas, esses jogos também são aconselháveis, mas por exemplo a ensinar as crianças que objectos são em que contentores.
  • Ter um ecoponto em ponto pequeno=) em casa é aconselhável, e pô-lo junto do lixo normal também porque assim quando alguém quer deitar alguma coisa fora, dirige-se por hábito ao contentor de lixo normal, mas ao ver o ecoponto, lembra-se e coloca lá=)
  • Um conselho das crianças do mini-Ecoponto: "Se se enganar, não há nenhum,...con,...con...não há nenhum 'conspguente!' Não há nenhum problema." =D

Green Peace

Green Peace



Sendo o Green Peace uma organização que faz coisas muito, hhm, acertadas pelo ambiente =) acho que faz sentido falarmos dele aqui.



Para começar, gostava de anuciar a última notícia que o site do Brasil anunciou (http://greenpeace.org.br).


Ontem de manhã (16/03/2006) alguns activistas do Green Peace penduraram na estátua de Cristo Redentor uma faixa a apelar a que "o futuro do planeta está nas suas mãos", com o objectivo de chamar a atenção para a perda de biodiversidade do planeta e segurança ambiental.
Apesar de ser um acto admirável, isto trouxe alguns problemas. Depois de colocada a faixa, alguns voluntários escalaram a estátua, mas um ao saltar da ,ão direita de Cristo teve problemas com a corda, mas conseguiu descer da estátua em rapel sem problemas. Para além disso, 5 dos activistas foram
detidos devido a acção directa na estátua de Cristo.
Paulo Adário, coordenador da campanha Amazónia do Green Peace fez algumas afirmações, “Se a extinção em massa de animais e plantas ao redor do mundo não for barrada imediatamente, as futuras gerações não terão chances de se beneficiarem de um planeta saudável”, e acrescentou ainda “Florestas como a Amazônia estão sendo destruídas numa escala assustadora. A Amazônia tem pressa”.

Por fim, o Green Peace também tem no seu site do Brasil um "jogo" que pede pela preservação das florestas e biodiversidade. O objectivo é que as pessoas escrevam frases numa espécie de cartaz virtual. PARTICIPEM! =) eu já participei =D

http://www.greenpeace.org.br/jovenspelasflorestas/banner/index.php

após aberta uma janela, é só clicar no desenho para abrir outra, onde podem escrever! as mensagens novas aparecem no fim, ou seja, tem que se mover a pata até à esquerda.

Glaciares na Argentina começam a derreter!!!


Nesta semana ocorreu um degelo num dos maiores glaciares da Argentina. Estes degelos têm ocorrido devido ao aquecimento global e têm vindo a aumentar por isso... cuidado!

4.3.06

Glaciares da Gronelândia estão a derreter mais depressa

Por causa do aumento da temperatura do planeta, a quantidade de gelo derretido que os glaciares da Gronelândia estão a deitar para o Atlântico quase duplicou nos últimos cinco anos, dizem hoje na revista Science investigadores dos Estados Unidos. Se este gelo derretesse todo, o nível do mar subiria sete metros.
O aumento da velocidade está a verificar-se sobretudo no Sul da Gronelândia. "O comportamento dos glaciares é o mais importante para compreender como é que uma plataforma de gelo vai evoluir num cenário de alterações climáticas. Os glaciares podem reagir rapidamente às mudanças de temperatura".
Para mais informações visite o site www.carbonforce.net.

10.2.06


Um caso preocupante

É um caso de saúde pública. Uma inspecção, levada a cabo em 2004 pelo Ministério do Ambiente, concluiu que mais de metade das Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) não tratam devidamente os esgotos antes de os deitarem ao mar. E pior, na maioria dos casos, a qualidade da água não é controlada, mesmo quando são feitas descargas em zonas balneares.
Os dados são do Ministério do Ambiente revelam que são mais de 70% as ETAR que não cuidam devidamente dos esgotos antes de serem depositados ao mar. E, ainda mais grave, mesmo quando as descargas são feitas em zonas balneares, não há uma política de controlo da qualidade da água.
Os inspectores do Ministério confrontaram-se com uma dura realidade: a maioria das ETAR não faz análises à água. O que quer dizer que não se sabe se as descargas estão ou não contaminadas com bactérias ou microrganismos transmissores de doenças. Ainda por cima, as ETAR que não cumprem as normas de qualidade são as que recebem efluentes industriais que possuem compostos químicos perigosos.
Ao todo, a Inspecção-geral do Ambiente detectou infracções em mais de dois terços das estações de tratamento, que são, regra geral, sobredimensionadas, têm problemas de construção e não têm técnicos qualificados.
O que se sabe é que Portugal está muito longe de cumprir as normas ambientais impostas pela União Europeia.

3.2.06

Petroleiro encalhado no Alasca


Navio que embateu ontem contra um bloco de gelo ainda não foi retirado.

Um navio com cem mil barris de produtos petrolíferos a bordo encalhou ontem num porto do Alasca, depois de embater num bloco de gelo. De acordo com a guarda costeira local, parte do produto vazou para o mar. As autoridades ainda não conseguiram retirar o navio do local.
O “Seabulk Pride” estava a ser carregado em Nikiski quando embateu contra um bloco de gelo e as amarras que o mantinham preso se soltaram. O navio de 174 metros de comprimento está encalhado nas margens da península de Kenai no sudoeste de Anchorage, Alasca. As autoridades confirmaram que parte da carga foi derramada mas que o casco do navio está intacto e por isso não está a deixar passar qualquer tipo de líquido poluente para a água. Um responsável da guarda costeira local, Eric Chandler, explicou à agência France Press que nenhuma das 34 pessoas a bordo ficou ferida e que os estragos no navio não são graves. Ontem, todas as tentativas para desencalhar o navio por meio de rebocadores de grandes dimensões falharam devido à escuridão e à grande quantidade de gelo acumulada. As autoridades locais anunciaram que nova tentativa será realizada hoje, durante a maré-alta.Um oficial da guarda costeira local, Thomas McKenzie, disse à agência Reuters que os carregamentos na refinaria de Nikiski foram suspensos e que foi estabelecida uma área de segurança em torno do navio.


1.2.06

O Efeito Estufa é a forma que a Terra tem para manter sua temperatura constante. A atmosfera é altamente transparente à luz solar, porém cerca de 35% da radiação que recebemos vai ser refletida de novo para o espaço, ficando os outros 65% retidos na Terra. Isto deve-se principalmente ao efeito sobre os raios infravermelhos de gases como o Dióxido de Carbono, Metano e Óxidos de Azoto presentes na atmosfera (totalizando menos de 1% desta), que vão reter esta radiação na Terra, permitindo-nos assistir ao efeito calorífico dos mesmos.

Nos últimos anos, a concentração de dióxido de carbono na atmosfera tem aumentado cerca de 0,4% anualmente; este aumento se deve à utilização de petróleo, gás e carvão e à destruição das florestas tropicais. A concentração de outros gases que contribuem para o Efeito de Estufa, tais como o metano e os clorofluorcarbonetos também aumentaram rapidamente. O efeito conjunto de tais substâncias pode vir a causar um aumento da temperatura global Aquecimento Global estimado entre 2 e 6 ºC nos próximos 100 anos. Um aquecimento desta ordem de grandeza não só irá alterar os climas em nível mundial como também irá aumentar o nível médio das águas do mar em, pelo menos, 30 cm, o que poderá interferir na vida de milhões de pessoas habitando as áreas costeiras mais baixas. Se a terra não fosse coberta por um manto de ar, a atmosfera, seria demasiado fria para a vida. As condições seriam hostis à vida, a qual de tão frágil que é, bastaria uma pequena diferença nas condições iniciais da sua formação, para que nós não pudessemos estar aqui discutindo-a.