Ambilog

30.6.06

(http://ec.europa.eu)

Ande a pé
Se normalmente vai de carro para o trabalho, tente uma das seguintes alternativas: ir de bicicleta, andar a pé, partilhar o carro, ir de transportes públicos, trabalhar em casa com o computador. Em média, por cada litro de combustível consumido por um motor de carro, são libertados mais de 2,5 kg de CO2.


Em especial, tente evitar viagens curtas de carro porque o consumo de combustível e as emissões de CO2 são desproporcionalmente superiores quando o motor ainda está frio. As pesquisas indicam que uma de duas viagens de carro dentro das cidades são de menos de três quilómetros - uma distância que pode ser facilmente percorrida de bicicleta ou a pé, o que também é muito mais saudável que estar sentado num carro!

Em vez de optar pela lavagem automática, tente lavar o seu carro à mão ou a jacto de ar pressurizado. As lavagens automáticas consomem mais electricidade e água do que a lavagem à moda antiga.

Ao trocar de carro, não se esqueça de considerar o consumo de combustível do seu novo veículo. Note: se percorrer 15.000 km por ano (a média europeia) e escolher um modelo que consuma 5 litros aos 100 km e não um que consuma 7 litros, poupará 300 litros por ano. Isto é o equivalente a poupar 300-400 Euros e 750 kg de emissões de CO2, ano após ano. Ao abrigo da legislação europeia, os fabricantes de carros são obrigados a apresentar a informação sobre emissões de CO2 e consumo de combustível dos novos carros em exibição nos salões de exposição e nos anúncios.

Não é boa ideia deixar o veículo aquecer enquanto está parado - a quantidade de combustível que gasta durante esse aquecimento é superior à que poupa se iniciar a sua viagem com um motor frio.

Certifique-se de que a pressão dos pneus está correcta: se a pressão estiver baixa em 0,5 bar, o seu carro utilizará mais 2,5% de combustível para vencer a resistência, libertando assim mais 2,5% de CO2.

Pense em utilizar óleo de baixa viscosidade. Se o fizer, as peças em movimento do motor ficarão mais lubrificadas do que se utilizar óleos vulgares, reduzindo a fricção. Os óleos de melhor qualidade podem reduzir o consumo de combustível e as emissões de CO2 em mais de 2,5%.

Se andar com calhas de tejadilho vazias no seu carro, o consumo de combustível e as emissões de CO2 poderão aumentar até 10% devido à resistência do vento e ao peso extra - é boa ideia retirá-las. (quando as calhas de tejadilho estão completamente carregadas, o consumo de combustível pode aumentar cerca de 20-30%).

Não conduza a grandes velocidades - consumirá menos gasolina e emitirá menos CO2. Conduzir a velocidades superiores a 120 km por hora aumenta em 30% o consumo de combustível, se compararmos com uma velocidade de 80 km por hora. A 4ª, 5ª e 6ª velocidades são as mais económicas em termos de consumo de combustível.

Já ouviu falar em condução ecológica? Pode baixar o consumo de combustível em 5%. Ponha o seu carro a funcionar sem carregar no acelerador, mude para uma velocidade mais alta logo que for possível (2000-2500 rpm), mantenha uma velocidade regular e olhe em frente de forma a evitar travagens e acelerações súbitas. E não se esqueça de desligar o motor mesmo quando tiver de parar por curtos períodos de tempo!

Quando o ar condicionado do seu carro estiver ligado, o consumo de combustível e as emissões de CO2 aumentarão cerca de 5%. Utilize-o com conta, peso e medida! Quando o seu carro estiver muito quente, conduza durante alguns minutos com as janelas completamente abertas e, em seguida, feche as janelas e ligue o A/C. Este procedimento ajudará a poupar o combustível necessário para reduzir a temperatura inicial.

Como alternativa, tente viajar de comboio! Uma pessoa sozinha a viajar de carro produz três vezes mais emissões de CO2 por quilómetro do que produziria se viajasse de comboio. Embora os comboios funcionem com electricidade produzida principalmente a partir de combustíveis fósseis, emitem, mesmo assim, menos quantidade de gases de estufa por passageiro transportado.

Viajar de avião é a fonte de emissões de CO2 que está a aumentar com mais rapidez. Vale a pena considerar se os comboios não serão uma boa alternativa. Se tiver que viajar de avião, pense em compensar as suas emissões de carbono. Há organizações que calculam as emissões que você originou e que investem capital em energias renováveis, eficácia das energias ou projectos florestais que irão resgatar a quantidade equivalente de emissões. Por exemplo, um voo de ida e volta para Berlim - Budapeste é de 1.400 km e produz 200-250 kg de emissões de CO2 por pessoa. Compensar estas emissões irá custar-lhe cerca de 6-7 Euros.

1 Comments:

  • Abri agora o blog para pesquisar um dado para o anuário e tive uma surpresa incrível...o AMBILOG continua vivo,mesmo depois de acabarem as aulas! Vocês são extraordinários!!

    By Blogger susana, at 9:43 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home